sábado, 2 de maio de 2009

Poesias sobre a infância...


Estas são as poesias criadas pelos alunos sobre a infância:

Minha infância...

Meu pai embalava saco de lixo.
Minha mãe cuidava do meu irmão.
Meu irmão fazia bagunça.
Eu andava de kart.

No meio-dia nublado uma voz que aprendeu a gritar para o almoço.
Feijão preto, mais preto que preta velha.
Almoço gostoso.
Almoço bom.



Saldanha, Diogo, 2009-03-20
6ºano 5ºsérie
Florianópolis





Minha poesia-infância

Minha mãe trabalhava
Trabalhava de montão
Saia 7:00h da manhã e voltava 23:00h da noite
Mesmo cansada brincava comigo
Jogava vídeo-game
E depois ia dormir


No outro dia
Eu acordava com a esperança de vê-la
Como ela não estava em casa
Ficava vendo TV
E quando chegava a hora
Ia para a escola aprender


Daniella Telles dos Santos


Infância


Minha mãe cozinhava

Meu pai assistia TV

Eu jogava computador

Meu irmão gritava e batia em mim mandando eu sair do computador

E minha gatinha Cecela deitava no meu colo

Eu claro fazia carinho na minha querida gata



João Guilherme






Infância- o melhor tempo


A minha infância è muito feliz
É tudo que eu quis.

Sonhar, brincar sem ver o tempo passar

Correr sem sofrer quando crescer

Só viver.


Renan berka rodrigues
6ºano





Minha Infância

Meu pai trabalhava.
Minha mãe cuidava de mim e trabalhava.
E eu brincava sozinha ou com minha amiga.

Em dias quentes eu ia para a praia,
em dias frios eu ia para casa da minha amiga brincar.

Às vezes eu, minha mãe e minha amiga
Íamos para praia, depois minha mãe levava eu e minha amiga para casa.

Saudades desta época.

Salissa Batschauer Brito
6º ano




Infância

Meu pai trabalhava de construções.
Minha mãe trabalhava no hospital
Minha irmã trabalhava na Brasil Telecom.
E eu jogava computador que minha irmã
Não deixava eu mexer
Mas a minha mãe brigou com a minha irmã
E deixou eu mexer

No meio da noite a família estava reunida
Jantamos e ouvimos um zumbido estranho
Vindo do porão
- Psiu...me ajude, por -favor!
A minha família ficou assustada
Quem está ai?
Sou o fazendeiro do campo.
Como foi que você chegou aqui?
Eu fiquei aqui à noite e me perdi
Da fazenda.
O fazendeiro virou visita
E a família comeu e ficou na lareira
Esperando chegar à noite de Natal

Maria Luiza Cardoso Peixoto
Turma 6º ano



Minha poesia

Na minha infância eu me diverti.
Estudei, brinquei e me machuquei.
Mas o mais importante.
Aprendi a trabalhar em equipe.
E a dividir o amor ao próximo.


Filipe Fernàndez soares

Turma 6° ano

4 comentários:

  1. João Guilherme,Renan15 de maio de 2009 13:24

    Nós achamos muito legal e coerente os poemas,muitas histórias de infâncias impressionantes,o blog é muito legal,e interresante pois a poesia é dos nossos amigos e além disso legal e prinscipalmente pois ser do nosso colégio.
    João Guilherme Ramos Corá.
    Renan Berka Rodrigues.

    ResponderExcluir
  2. Diogo & everton15 de maio de 2009 13:25

    As poesis sao bem legais
    bem criativa e bem elaboradas
    e o blog é bem legal

    ResponderExcluir
  3. gostei achei legal e interessante

    ResponderExcluir
  4. gostei muito a de alguns

    pois estão bem criativas

    ResponderExcluir